Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in posts
Search in pages

Confira a programação de eventos deste mês

A partir do tema central RH e as Novas Gerações, as Regionais Campinas, Centro Oeste e Ribeirão Preto programaram seus eventos nesta quarta. Já Sorocaba promove uma palestra especial sobre Comunicação Não Violenta, na próxima semana. Agende-se:

CAMPINAS (19/09) – Gamificação, com Flavio Yoshimura, especialista em gamificação de treinamento e sócio-fundador da Treinamundi e da Fábrica RH. Temas: jogos de treinamentos e as mais variadas formas de gamificação para engajar pessoas, melhorar o clima e a cultura organizacional, além da demonstração do jogo de tabuleiro Vida de Gestor, destinado ao desenvolvimento de líderes. Local: CIEE (R. Tiradentes, 195, em Campinas). Horário: a partir das 8h30.

CENTRO OESTE (19/09) – Profissões Atuais e Futuras Profissões no Mercado de Trabalho, com Dinael Corrêa de Campos, professor assistente doutor na Universidade Estadual Paulista (Unesp-Bauru) e doutor em Psicologia e Ciência pela PUC Campinas. Local: BSB (Av. São Paulo, 1805, em Lins). Horário: a partir das 8 horas.

RIBEIRÃO PRETO (25/09) – Gestão do Conhecimento Coletivo: Tecnologias, colaboração e comunicação em tempo real para geração de resultados, com Luiz Antonio Titton, CEO da NewisCool. Tema: case da empresa incubada no Supera Parque USP – Ribeirão Preto, que será lançada em novembro no Brasil, utiliza técnicas reconhecidas no Vale do Silício e já tem seus produtos conhecidos em países como Austrália, Espanha, Estados Unidos, Holanda, Itália e Japão, entre outros. Local: Faap (Av. Independência, 3670, em Ribeirão Preto). Horário: das 8h30 às 11h30.

SOROCABA (25/09) – Comunicação Não Violenta, com Sabrina Mello, mestre em Ciências pela Universidade de São Paulo, com formação internacional em Comunicação Não Violenta, no Colorado (EUA). Temas: mindfulness, escuta empática, ferramentas para aplicação da comunicação não violenta e impactos da comunicação não verbal. Local: Soriá Eventos (Rua Aparecida, 1470, em Sorocaba). Horário: a partir das 18h30.

Mais informações e inscrições: https://abrhsp.org.br/eventos

Fonte: O Estado de São Paulo, 16 de Setembro de 2018.

Leia Mais

No fim, são as pessoas que fazem a diferença

A transformação digital não é somente uma decisão estratégica a ser tomada pela empresa: “Muito além do desenvolvimento tecnológico, trata-se de um processo conduzido pela cultura e liderança, os grandes vetores nessa diretriz. A tecnologia é apenas uma ferramenta, são as pessoas que fazem essa transformação”, frisa, Lina Nakata, gerente de conteúdo do Great Place to Work Brasil (GPTW). E a área de RH é quem vai ajudar a preparar as pessoas para aproveitar o melhor da tecnologia na transformação dos negócios. Isso significa que a adaptação deve ser rápida e o aprendizado, eterno.

Para ajudar nessa jornada, Melhor – Gestão de Pessoas de setembro traz algumas das boas práticas em gestão de pessoas destacadas da relação das melhores empresas para trabalhar do GPTW.

Além disso, a edição traz a cobertura do maior congresso sobre gestão de pessoas da América Latina, o CONARH 2018. Um dos destaques foi o painel A diversidade na perspectiva dos CEOs, em que a CEO da SAP Brasil, Cristina Palmaka, e o presidente- executivo do Santander Brasil, Sérgio Rial, compartilharam suas experiências corporativas nesse campo. “Se as empresas se tornarem o Facebook, onde só entra quem pensa igual a você, esse é o começo do fim”, disse Rial, fazendo menção ao algoritmo da rede social que tende a elencar notícias e opiniões desejáveis pelo perfil.

Assinatura:

Tel. (11) 3039-5666

www.revistamelhor.com.br

assinatura@editorasegmento.com.br

Fonte: O Estado de São Paulo, 13 de Setembro de 2018. – Página da ABRH Brasil

Leia Mais

O que gestão de pessoas tem a ver com integridade empresarial?

 

 

Por Américo Rodrigues de Figueiredo, professor em Gestão de Pessoas e Organizações do Insper, membro do Comitê de Pessoas do IBGC – Instituto Brasileiro de Governança Corporativa e do comitê de criação do CONARH, e mentor executivo e de jovens

 

 

Nosso momento atual demanda reflexão face aos inúmeros e expressivos escândalos corporativos, que refletem um ambiente de certa banalidade ética no Brasil, patológico sob o ponto de vista de sociedade e que, em algum momento da nossa história, foi convencionado como aceitável.

Os controles empresariais estão próximos do limite do razoável em termos de custos e demandas de tempo dos executivos, mas as perspectivas associadas à natureza humana têm sido negligenciadas.

Mesmo com a sofisticação dos sistemas de controle, continuam a ocorrer inúmeras falhas empresariais, como a explosão da plataforma de petróleo no Golfo do México; o rompimento da barragem de resíduos em Mariana (MG); o conluio de montadoras alemãs para minimizar custos de instalação de sistemas não poluentes em veículos; e as empresas brasileiras envolvidas na Operação Lava Jato.

Cabe indagar: seriam falhas de controle, de governança, de incentivos, de caráter ou falhas de outra natureza? Quem falha são as pessoas. A personalidade de executivos e de gestores, em todos os níveis, deveria ser acompanhada por um rigoroso programa de assessment de estilos e preferências, somado a práticas de autodesenvolvimento, em prol de empresas emocionalmente saudáveis.

Precisamos romper com a cultura de que a corrupção é necessária para a sobrevivência das empresas. Menos foco sobre ferramentas gerenciais, modismos, e mais ênfase em forjar uma cultura ética nas empresas.

Identidade corporativa, conformidade (compliance) e integridade formam a base para essa construção ética. Compliance sem deliberação ética é apenas intenção poética!

Empresas que trabalham com clareza o seu propósito, em um processo contínuo de construção com as partes interessadas e a sociedade em geral, possuem profissionais mais comprometidos com seus valores, que tendem a promover maior engajamento das equipes e gerar ambiente de trabalho mais saudável.

Os executivos e gestores em todos os níveis da estrutura organizacional possuem influência significativa na cultura organizacional e precisam ser muito bem escolhidos.

A estrutura da remuneração é importante instrumento de direcionamento do comportamento e precisa ser coerente com os propósitos da organização, assegurar que resultados sejam alcançados de forma ética e sustentável, evitar incentivos perversos e conflito de interesses e zelar pela perenidade das empresas.

Precisamos estabelecer novo paradigma de liderança, que privilegie uma mudança no foco do “eu” para o “nós” – esta é uma necessidade atual.

Agir de forma ética não se limita a cumprir a legislação, regulamentação e códigos. A ética é uma opção pelo bem e prioriza o respeito existente nas relações humanas. Ela se constitui no nível mais desenvolvido da consciência humana.

É importante ressaltar que não se pode dissociar a integridade corporativa da integridade pessoal dos executivos e gestores. Cabe à função de gestão de pessoas zelar para que esse tênue equilíbrio seja mantido.

Organizações que praticam desvios éticos sofrem inúmeros impactos, entre eles, a perda de talentos.

O declínio da confiança pública nas empresas, atualmente, ameaça a legitimidade da atividade empresarial não apenas no Brasil, mas em todo o mundo.

Fonte: O Estado de São Paulo, 13 de Setembro de 2018. – Página da ABRH Brasil

Leia Mais

O RH em um novo patamar

Empresas que são referência no mercado reconhecem e valorizam, como um dos pilares de competitividade e sustentabilidade dos negócios, a necessidade de manter o quadro de profissionais diverso, inclusivo, engajado e conectado aos valores da organização. Com isso, a competência corporativa de atrair e reter os melhores talentos para se diferenciar no mercado tem impulsionado o RH a assumir um papel cada vez mais estratégico: o de movimentar o capital humano para superar desafios e alcançar sucesso.

O cenário acima, descrito pela executiva de RH Salete Beltrão, serviu de combustível para que ela própria buscasse aprofundar e ampliar seu repertório em Recursos Humanos. A iniciativa valeu a pena: hoje, Salete é um dos poucos brasileiros certificados pela maior entidade do mundo na área de Recursos Humanos, a SHRM – Society for Human Resource Management, dos Estados Unidos.

“O profissional certificado é reconhecido globalmente como expert em RH e muito valorizado por conhecer e ter a habilidade de implantar as melhores práticas, diferenciando-se no mercado de trabalho”, salienta Salete.

Em 2016, a certificação ganhou força no país. Foi quando a ABRH-Brasil e a SHRM formalizaram uma parceria para preparar aqui, de forma customizada, os profissionais que querem prestar o exame certificatório. No dia 8 de outubro, terá início a quinta turma do curso de preparação e Salete será uma das instrutoras, ao lado de Marcela Castro, que ministra aulas desde o início da parceria.

“Minha paixão pela riqueza do conteúdo me deixa cada dia mais empenhada em compartilhar esse conhecimento e fazer parte do desenvolvimento de profissionais de RH no Brasil para serem melhores líderes, gestores de pessoas e parceiros de negócios”, diz Salete.

Outro profissional que participou do curso é Maurício Farias, diretor de RH da Hill International, empresa do setor de construção civil. Há mais de 20 anos em Recursos Humanos, fazia algum tempo ele desejava buscar a certificação, o que se tornou viável quando as aulas passaram a ser oferecidas no país. “Como ainda existem poucos profissionais certificados no Brasil, vejo nisso uma oportunidade de diferenciação”, diz ele, que integrou a turma do primeiro semestre deste ano.

Com exatos 20 anos de carreira em RH, Tatiana Tiemi Ueda Shioji, head de RH, EHS e Comunicação da Multigrain, foi sua companheira de sala de aula. Para ela, sempre há o que aprender e compartilhar. “A certificação é bem exigente, assim temos uma boa nivelação de profissionais preparados para ajudar a organização a lidar com algo tão complexo e fundamental para os negócios: pessoas. É relevante o profissional buscar esse preparo, ainda que tenha muitos anos de experiência”, avalia.

RH holístico

Andrea Huggard-Caine, diretora de Certificação da ABRH-Brasil, salienta que a certificação cobre oito competências comportamentais do RH divididas em três grupos: Liderança, composto por Liderança e Ética; Relacionamento Interpessoal, que inclui Relacionamento, Comunicação e Eficácia Global; e Business, composto por Conhecimento do Negócio, Consultoria e Avaliação Crítica.

Essas competências são aplicadas nas quinze áreas de conhecimento de RH em três domínios: Pessoas, Organização e Workplace.

Ela salienta que, como a prova tem alto nível de exigência, a fase preparatória, com duração de quatro meses, é muito mais do que um curso.

“É um sistema de ensino interativo que oferece um apoio extraordinário para que os participantes possam não só fazer a prova, mas solidifiquem seu conhecimento para atuar internacionalmente. O apoio individualizado das professoras é um grande diferencial e os simulados em cada matéria, as pré-provas, são fundamentais para o preparo das provas.”

Nova dinâmica

A próxima turma, que começa no dia 8, terá 100% das aulas ministradas on-line, propiciando cobertura nacional e evitando grandes deslocamentos. Interativas, as aulas são gravadas e ficam disponíveis para consultas posteriores.

“Marcela e eu nos revezaremos para ministrar as aulas, coordenar as atividades práticas e teóricas do curso e para dar suporte personalizado aos alunos na conquista da certificação”, detalha Salete.

Ambas possuem a certificação SHRM-SCP, destinada a profissionais envolvidos com o desenvolvimento de estratégias, influenciadores na comunidade, que analisam métricas de desempenho e alinham estratégias de RH às metas organizacionais.

Os profissionais podem optar, ainda, pela SHRM-CP, desenvolvida para profissionais de RH envolvidos na implementação de políticas e estratégias, que fazem a interface com os colaboradores e demais partes interessadas, prestam serviços de RH e realizam funções operacionais.

Para saber mais sobre as certificações SHRM-SCP e SHRM-CP, entre em contato com a ABRH-Brasil:

www.abrhbrasil.org.br/certicacao

Tel. (11)3124-8850

certificacao@abrhbrasil.org.br

Fonte: O Estado de São, 13 de Setembro de 2018. – Página da ABRH Brasil

CEAP-RH comemora 60 anos

Um dos mais tradicionais grupos informais de RH do Brasil, o Centro de Estudos Avançados de Profissionais de Recursos Humanos – CEAP-RH comemora seu sexagésimo aniversário com um evento especial para os profissionais da área, que será realizado nesta quarta, a partir das 14 horas, no Espaço Manacá do CRA-SP (Av. 9 de Julho, 3830), na capital paulista.

O evento é gratuito e as inscrições devem ser feitas pelo site: www.ceaprh.com.

Fonte: O Estado de São Paulo, 09 de Setembro de 2018.

Leia Mais

Paixão e propósito na sede e Jornada de RH em Santos

Sócio e Chief Operations Officer da Paradigm Language Support, Rolf Helmuth Goldberg apresenta a palestra Paixão, Propósito e Aprendizagem, nesta quinta, dia 13, das 9 às 12 horas, na sede da ABRH-SP. A palestra aborda os quatro pilares de aprendizagem essenciais, com destaque para a paixão e o propósito como um caminho para atingir os objetivos.

No mesmo dia acontece a segunda edição da Jornada de RH, promovida pela  Regional Baixada Santista da ABRH-SP. O evento começa a partir das 18h30, em Santos, no auditório da Porto Seguro Santos (Avenida Francisco Glicério, 557).

Na programação, dois temas de muito interesse dos RHs: Mentoria como Competência da Nova Liderança, que será apresentado pelo sócio-diretor da Escola de Mentores, Nelson Bressan; e O Gestor como Design Thinker, pelo CEO da Entheusiasmos Consultoria em Talentos Humanos, Eduardo Carmello.

Já na parte da tarde, das 14h às 17h30, e como parte da Jornada de RH, acontece, no mesmo local, o workshop Construa o seu Modelo de Negócio Pessoal e Profissional, com os facilitadores Paulo Queija, consultor em desenvolvimento pessoal e liderança, e Sandra Borgo, coach em orientação, desenvolvimento e transição de carreira e de vida.

O conteúdo do workshop abordará os temas: sonho e realidade; o medo e suas travas; prioridades e foco; descobrindo o propósito; construindo o Modelo de Negócio Pessoal e Profissional; e plano de ação, entre outros.

Inscrições: https://abrhsp.org.br/eventos

Fonte: O Estado de São Paulo, 09 de Setembro de 2018.

Leia Mais

#Humanize é o tema do CONARH 2019

O CONARH 2019 – Congresso Nacional sobre Gestão de Pessoas, que completa 45 edições no ano que vem, já tem o tema central definido: #Humanize. Promovido pela ABRH-Brasil, com a copromoção institucional da ABRH-SP, o evento acontecerá entre 13 e 15 de agosto, no São Paulo Expo, na capital paulista.

“Em meio às tecnologias, como inteligência artificial, carros autônomos, realidade virtual, impressoras 3D, drones, internet das coisas, entre outras, será mais competitiva e reterá mais talentos a empresa que valorizar o que é essencial no profissional: os seus sentimentos. Temos que humanizar nossas organizações e relações”, destaca Sandra Gioffi, diretora do CONARH.

A próxima edição do evento promete ultrapassar todas as expectativas, já superadas em 2018. Durante os três dias do congresso deste ano, passaram pelo São Paulo Expo mais de 28 mil pessoas, sendo 3.379 congressistas, 24.901 visitantes e 176 expositores. A expectativa para 2019 é de mais fóruns exclusivos, palestras magnas e simultâneas, experiências, arte, cultura e emoção.

Na palma da mão

O lançamento do CONARH 2019 foi realizado no encerramento da edição 2018, com muita tecnologia envolvida. Os visitantes foram convidados a baixar o aplicativo Câmera CONARH, na App Store ou Google Play. Ao posicionar a câmera do celular em frente do crachá ou de logotipos do CONARH 2018, um avatar surgia na tela, apresentando o evento do ano que vem. Em seguida, apareciam os ícones Quem faz o congresso?, Qual o tema do CONARH 2019?, Quando acontecerá?, e planta baixa do evento. Todas as informações em realidade aumentada, sugerindo o que vem pela frente.

Vale lembrar que as inscrições para o CONARH 2019 já estão abertas, com preços especiais para os associados da ABRH-SP. Acesse: www.conarh.org.br.

Fonte: O Estado de São Paulo, 09 de Setembro de 2018.

Leia Mais

Grupo de Líderes de RH da ABRH-SP: ativo e inovador

No encontro realizado em agosto deste ano, os integrantes do Grupo de Líderes de RH, criado pela ABRH-SP em novembro de 2013, assistiram a uma palestra exclusiva sobre Mindfulness com uma referência internacional no assunto: a Ph.D. em Psicologia Clínica Tamara Russel, docente no King´s College (Reino Unido) e diretora do Mindfulness Centre of Excellence, organização dedicada à inovação e liderança de pensamento no campo da atenção plena.

Encontros com especialistas como esse, exclusivos para os integrantes do grupo, têm sido rotina nas reuniões do Líderes de RH. Em março deste ano, Gil Giardelli, estudioso dos temas inovação e economia digital, falou sobre o futuro do trabalho; em junho, Carla Tieppo, professora e pesquisadora da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, foi convidada para abordar seu tema de estudo: a neurociência.

“Também temos experimentado possibilidades diferentes, como open house na empresa onde trabalha um integrante do grupo”, destaca Rubens Cagnin, gerente de Recursos Humanos e Assuntos Corporativos da CMP – Companhia Metalgraphica Paulista e atual coordenador do Líderes de RH. A visita às empresas permite estudar o modo como determinado conteúdo é aplicado internamente. A IBM, por exemplo, abriu as portas para compartilhar a sua experiência em agile em RH e design thinking; na Monsanto, o tema foi diversidade; e, na Avon, impactos da reforma trabalhista nas relações de trabalho.

Segundo Cagnin, os integrantes – atualmente, 43 cadastrados –, além das reuniões presenciais, também interagem com frequência no grupo de WhatsApp, onde são feitas divulgações de oportunidades de vagas e até pesquisas instantâneas sobre práticas de RH. “Temos de 15 a 20 respostas instantâneas sobre o que foi perguntado, o que é muito rico.”

Diferentemente dos Grupos de Estudos da ABRH-SP, que têm profissionais de diferentes níveis debatendo um determinado tema, o Líderes de RH tem um perfil bem específico: podem entrar apenas profissionais de Recursos Humanos de segundo nível, gerentes que se reportam diretamente ao diretor ou vice-presidente da área. Além disso, anualmente é feita uma seleção de novos integrantes, o que fomenta a participação dos membros atuais e oxigena os encontros e o convívio. Neste ano, treze novos gerentes de RH se juntaram ao grupo.

“Além do acesso ao benchmarking das empresas integrantes do Líderes de RH, temos oportunidade de estabelecer um networking muito dinâmico com profissionais do mesmo nível vivendo experiências em negócios distintos. Somos um grupo ativo e nada enfadonho”, diz Cagnin, que conta com o apoio de duas vice-coordenadoras – Simone Azevedo e Regiane Moura – no trabalho de coordenação, além do suporte da diretora da ABRH-SP, Edna Bedani..

Próximo temas

A agenda do grupo já está definida até o final do ano. Neste mês, a open house acontecerá na varejista Shoulder, onde será possível conhecer a experiência da empresa no tema mudança cultural e desenvolvimento de lideranças. Novas formas de remuneração e novas formas de aprendizagem são, respectivamente, os temas de outubro e novembro, que ainda não têm local e palestrante definidos.

Para saber mais sobre o grupo, ligue para (11) 5505-0545.

Fonte: O Estado de São Paulo, 09 de Setembro de 2018.

Leia Mais

Descubra Características para Humanizar a Liderança

A imagem de um chefe rígido, rigoroso e sem diálogo tem sido substituída gradualmente pela imagem de um líder. Com um novo enfoque e papel mais específico no mercado, esse sujeito tem centralizado as tarefas, prospectado resultados e posicionando-se como uma liderança humanizada.

Mesmo em tempos de intensa informatização e evolução na tecnologia, que já ultrapassou os conceitos de globalização imaginados no início deste século, não podemos deixar de ressaltar e separar muito bem as coisas: humanos são apenas humanos e máquinas são máquinas.

Devido a crise moral e política pela qual o país está passando, os reflexos também acabam afetando na economia. Isso porque as empresas optam por conter seus gastos, isso quando não acabam encerrando suas atividades, mas o que não percebemos é a presença de um líder seguro para enfrentar as circunstâncias.

Atualmente os principais problemas relacionados a liderança tem atrapalhado todo o processo e como todos sabem o papel do líder é essencial para influenciar as pessoas a se comprometerem com a entrega. A sócia-diretora da Andrade & Barros, Susanne Andrade aborda a humanização a liderança neste vídeo.

Segundo Susanne o que tem atrapalhado o processo estão relativamente ligados ao estilo, comando, problemas na comunicação e também pela falta de investimento nas relações interpessoais, ou seja tratando as pessoas como máquinas.

E devido ao constante crescimento do mercado de trabalho e as frequentes mudanças, o RH Conecta, uma iniciativa da ABRH-SP está promovendo uma websérie sobre “o futuro do trabalho” com profissionais renomados.

Faça seu cadastro agora mesmo no formulário abaixo gratuitamente.

Assista a nossa websérie e seja um profissional mais bem preparado!

QUER OBTER CONTEÚDO DE QUALIDADE COM INFORMAÇÃO ATUAL?