Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in posts
Search in pages

ABRH-SP assume compromisso com a ONU mulheres

ABRH-SP assina memorando de entendimento com a ONU Mulheres durante evento do grupo de Liderança Feminina

 

Na quinta passada, a ABRH-SP estabeleceu um importante compromisso com o movimento mundial de apoio à equidade de gênero ao firmar um memorando de entendimento com a ONU Mulheres, entidade das Nações Unidas para a Igualdade de Gênero e o Empoderamento das Mulheres.

O documento foi assinado pelo presidente da ABRH-SP, Almiro dos Reis Neto, e pela assessora da ONU Mulheres, Adriana Carvalho, durante a realização, no Hotel Maksoud Plaza, em São Paulo, do encontro do Liderança Feminina, grupo mantido pela entidade paulista (veja quadro).

Entre as áreas de cooperação estabelecidas no documento estão: disseminar os princípios de empoderamento das mulheres conhecidos pela sigla WEPs (Women´s Emporwement Principles); dar visibilidade ao HeforShe, movimento criado pela ONU que une metade da humanidade (os homens) em apoio a outra metade da humanidade (as mulheres) para o benefício de todos; promover oficinas para sensibilizar os gestores de RH sobre temas como a importância da igualdade de gêneros para os negócios; e promover o diálogo entre vários movimentos e grupos que discutem a equidade de gêneros.

Para um público de cerca de 120 profissionais da área de Recursos Humanos presente no encontro, o presidente da ABRH-SP falou da importância da iniciativa e do quanto é fundamental melhorar as estatísticas da presença feminina nos cargos de lideranças das organizações. Ele também fez um apelo à plateia: “Gostaria que vocês levassem a mensagem de hoje para suas empresas, que, sem dúvida, têm muito a ganhar com a maior participação das mulheres”. 

Além da assinatura do memorando de entendimento, o encontro do Liderança Feminina promoveu uma mesa redonda com Adriana Carvalho, Tânia Cosentino, presidente da Schneider Electric para América do Sul, e Lívia Azevedo, vp & general counsel do Walmart Brasil, com a moderação da diretora da ABRH-SP Lilian Guimarães.

À frente de uma empresa que é referência nas práticas da equidade de gênero, Tânia Cosentino deu ênfase ao ganho econômico para a sociedade com a inserção da mulher no mercado de trabalho no mundo, lembrou de levantamentos que apontam o melhor desempenho de empresas que têm seu board diretivo diversificado, e se disse contra a política de cotas para mulheres dentro das organizações, “porque isso não significa que elas serão ouvidas”.

Já para Lívia Azevedo, a igualdade é uma questão moral, de direitos e de negócios. Ela falou dos programas de equidade de gênero do Walmart, “de porta para dentro e de porta para fora”, lembrou que globalmente as mulheres estão incluídas no processo decisório da companhia, ocupando 50% do board, e da importância do engajamento dos presidentes e CEOs das empresas para promover a igualdade.

 

A criação do grupo de Liderança Feminina da ABRH-SP foi uma iniciativa das diretoras da entidade Edna Bedani, Edna Goldoni, Lilian Guimarães e Luciana Carvas. Seu propósito é debater e desenvolver temas relacionados aos desafios das mulheres e à valorização do feminino.

 

Fonte: Jornal Estadão – 15/11/2015

Comentários

    Deixe uma Resposta

    QUER OBTER CONTEÚDO DE QUALIDADE COM INFORMAÇÃO ATUAL?