Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in posts
Search in pages

Cultura é essencialmente uma questão de estratégia

Até recentemente, a cultura de uma empresa era considerada algo fixo, imutável e, portanto, não gerenciável. Foi só a partir dos processos de fusão e aquisição que o tema se tornou relevante para as organizações. “Hoje se sabe que a cultura e a estratégia estão umbilicalmente ligadas, que a cultura tem alto impacto nos resultados e deve, sim, ser gerenciada”, disse o professor do MBA Gestão Estratégica e Econômica de Recursos Humanos, da Fundação Getulio Vargas, e presidente da consultoria Franquality, Almiro dos Reis Neto, na palestra apresentada na última quarta, na sede da ABRH-SP, sobre Cultura Organizacional.

“A cultura é essencialmente uma questão de estratégia. Por isso, é um assunto do presidente da empresa. Para gerenciá-la, é preciso, em primeiro lugar, engajar o líder mais alto”, alertou Almiro, que abordou o envolvimento da área de RH com o tema.

Segundo ele, são vários os projetos típicos de RH para fazer a gestão cultural. Entre eles: revisar a Missão, Visão e os Valores; criar um Código de Ética; realizar workshops para capacitação do estilo de liderança alinhado com a cultura; fazer a revisão do modelo de competências, do sistema de remuneração e dos materiais e processos de integração dos novos colaboradores; e promover uma pesquisa de cultura.

 

 

 

Fonte: O Estado de São Paulo, 09 de Julho de 2017

Comentários

    Deixe uma Resposta

    QUER OBTER CONTEÚDO DE QUALIDADE COM INFORMAÇÃO ATUAL?