Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in posts
Search in pages

TEMAS EM DEBATE – Comprometimento da liderança é fundamental na organização matricial

O modelo ideal de gestão depende do segmento de negócio da empresa, do seu tamanho e estratégia, da localização e do tipo de capital envolvido. Um dos mais utilizados pelas grandes organizações, o modelo matricial, por exemplo, tem como vantagens: possibilitar a transferência rápida de conhecimento, estimular inovações através do aprendizado, melhorar a qualidade das decisões – pois não cabe apenas ao presidente ou diretor dar a palavra final –, e, principalmente, aumentar o controle e o foco das funções.

“Por outro lado, o modelo matricial traz desafios, pois produz mais pontos de conflito, requerer mudanças nos sistemas formais, balanço de poder entre a função e o negócio e pode até gerar custos adicionais quando os processos de decisão não funcionam”, explicou Felipe Westin, diretor executivo da Westin Desenvolvimento e Gestão de Pessoas, na palestra sobre o papel da liderança na organização matricial, realizada na última quarta na ABRH-SP.

Liderança

Para Westin, é responsabilidade da liderança entender o modelo organizacional e assegurar seu sucesso. “Como RHs, temos de ‘ bater na tecla’ de que é responsabilidade dos líderes fazerem o modelo funcionar.” A tarefa não é nada fácil e nem sempre o caminho é claro, mas os líderes precisam ter uma visão global e uma execução local, ter competência para negociar e construir equipes comprometidas, ser capazes de lidar com a ambiguidade, ter visão estratégica e habilidade política.

“O diálogo é crítico no funcionamento de uma organização matricial”, apontou Westin, que deixou claro, porém, que não existe um melhor modelo de gestão organizacional. O melhor é aquele que atende às necessidades de cada negócio.

{module compartilhar}

Comentários

    Deixe uma Resposta

    QUER OBTER CONTEÚDO DE QUALIDADE COM INFORMAÇÃO ATUAL?