Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in posts
Search in pages

TREINAMENTO & DESENVOLVIMENTO: Fora do Brasil, empresas investem em universidades corporativas mesmo em tempos de crise financeira

Mesmo com a crise europeia, as empresas francesas não deixaram de investir em universidades corporativas. Houve, sim, racionalização das atividades e uma aposta maior na educação a distância, mas nada de cortes de investimentos como se poderia supor ou como seria usual no Brasil. O motivo é simples de entender: para os franceses, a educação é a única saída possível para vencer crises como a atual.

Essa foi uma das principais constatações da professora e coordenadora de projetos da FIA – Fundação Instituto de Administração, Marisa Eboli, nas viagens que fez à França e aos Estados Unidos para visitar universidades corporativas e estruturar módulos internacionais para a FIA. “Pude constatar também a seriedade das organizações que têm a educação no centro da estratégia”, destaca a professora, que é uma das maiores pesquisadoras do assunto no Brasil – ela já coordenou estudos sobre o tema e foi uma das organizadoras do livro Educação Corporativa – Fundamentos, evolução e implantação de projetos (Editora Atlas), lançado em 2010.

Outro aspecto que despertou a atenção dela na viagem foi a preocupação com o espaço físico das universidades corporativas visitadas, desmentindo a ideia de que, em educação, o local não é fundamental, mas, sim, o processo. “O cuidado faz sentido, pois um espaço físico que transmite a cultura da empresa e tudo o mais que ela pretende passar favorece o engajamento dos colaboradores”, reflete Marisa. Segundo ela, no Brasil, somente uma ou outra organização começa a ter a preocupação com espaços diferenciados e lúdicos nas universidades corporativas.

Nas suas reflexões em decorrência das visitas, ela destaca o grande uso da educação a distância e também o programa de formação de lideranças da Academia Militar de West Point, nos Estados Unidos. O programa, de cinco dias, é frequentado por altos executivos que pretendem aprender com um modelo que tem dado certo há mais de 40 anos. O interessante, segundo Marisa, é que eles já aplicam muito do que vem sendo apresentado como novidade por gurus de liderança.

Fórum

Essa perspectiva global da educação corporativa será o tema da palestra que Marisa Eboli apresentará no Fórum Universidades Corporativas 2013. Programado para 18 de julho, no Centro de Convenções Milenium, na capital paulista, o evento discutirá, ao longo de um dia todo de programação, os conceitos, modelos e melhores práticas para a gestão inteligente da educação corporativa.

Realizado pela Revista T&D Inteligência Corporativa, com o apoio da ABRH-SP, o fórum também apresentará cases de empresas que investem em universidades corporativas no Brasil, como Vale, Alcatel-Lucent, Bradesco e Fleury.

Mais informações: www.rtd.com.br/forum

{module compartilhar}

Comentários

    Deixe uma Resposta

    QUER OBTER CONTEÚDO DE QUALIDADE COM INFORMAÇÃO ATUAL?