Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in posts
Search in pages

É diferente. E bom para as organizações

Em pleno 2018, não perceber que as diferenças promovem avanço é um diagnóstico de que algo está errado. Ignorar o diferente em época em que as mudanças cada vez mais constantes exigem respostas inovadoras é colocar o pescoço em risco. Leia-se a perenidade da própria companhia. E pesquisas indicam que, apesar de a palavra “diversidade” estar no discurso de muitas organizações, na prática, pouco acontece. Esse é o retrato que a revista Melhor – Gestão de Pessoas traz na capa de janeiro, mês em que a edição é exclusivamente digital.

A reportagem traz dados de um estudo, conduzido pela Tree Consultoria e Educação para Diversidade de Gênero e pelo Instituto Qualibest, com 600 trabalhadores brasileiros, no qual 76% disseram que a empresa em que atuam não possui área específica ou comitê para promover e discutir diversidade de gênero, entre outros dados. Essa “miopia corporativa” pode estar correlacionada à superficialidade do tema nas organizações. Especialistas ouvidos por Melhor explicam como mudar essa realidade, saindo do mundo das ideias e partindo para ações efetivas.

 Assinatura:

Tel. (11) 3039-5666

www.revistamelhor.com.br

assinatura@editorasegmento.com.br

Fonte: O Estado de São Paulo, 18 de Janeiro de 2018.

Comentários

    Deixe uma Resposta

    QUER OBTER CONTEÚDO DE QUALIDADE COM INFORMAÇÃO ATUAL?