Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in posts
Search in pages

Entrevista com Maria Fernanda Verdenacci – Finocchio & Ustra Sociedade de Advogados

O Finocchio & Ustra Sociedade de Advogados é um escritório que oferece suporte jurídico na gestão de riscos e nos processos de tomada de decisão de seus clientes. É patrocinador de gestão da ABRH-SP Regional Campinas desde 2010.

Conversamos com Maria Fernanda Verdenacci, coordenadora de RH do FIUS, sobre como as práticas de desenvolvimento da ABRH-SP têm ajudado o escritório a avançar no planejamento de ações relacionadas à gestão de pessoas.

Confira!

1- Nome, idade, cargo, empresa.

Maria Fernanda Verdenacci, 38 anos, coordenadora de RH do Finocchio & Ustra Sociedade de Advogados.

2- Desde quando é patrocinador de gestão da ABRH-SP?

Desde 2010.

3- Por que a empresa se tornou patrocinador de gestão da Associação?

A proximidade com Veridiana Police (especialista em direito trabalhista, sindical, previdenciário e compliance), que além de sócia do escritório é diretora jurídica da ABRH-SP Regional Campinas, foi essencial para que o FIUS se tornasse patrocinador da Associação. Além disso, todos os sócios sempre tiveram muito foco em gestão de pessoas, por isso passaram a manifestar a vontade de conhecer boas práticas de outras companhias e de se manterem atualizados para olhar para o público interno.

4- Qual a relevância das iniciativas da ABRH-SP para o incentivo ao desenvolvimento do profissional e da área de recursos humanos? A empresa se identifica com o investimento no desenvolvimento de pessoas e organizações da forma como a ABRH-SP propõe?

Nosso principal objetivo de gestão é crescer com consistência e a parceria com a ABRH-SP nos ajuda a concretizar isso. Todos os eventos e iniciativas da Associação são importantes para fazermos contato com empresas de diversos níveis e portes, além de evoluir absorvendo práticas relevantes de desenvolvimento que já estão sendo aplicadas no mercado.

5- Como você descreveria a importância da gestão de pessoas para a organização das empresas? Gostaria de destacar alguma prática que utilizam?

Somos um escritório de médio-grande porte com cerca de 100 colaboradores, mas o RH possui três funcionários. E isso só foi possível porque a área passou a ser estruturada para que os processos internos acontecessem da melhor forma, envolvendo princípios de gestão de pessoas do início ao fim.

Dessa forma, o Recursos Humanos no FIUS não trabalha apenas para contratar. A ideia é que novos processos de gestão sejam implementados aos poucos. Já passamos por uma avaliação de competência e o próximo passo é a aplicação dos treinamentos comportamentais.

Diante desses avanços, o ano de 2018 deve ser bastante movimentado com a continuidade dos processos de desenvolvimento de gestores com o auxílio de coaching, por exemplo.

6- Pensando no modelo de negócio da sua companhia, no momento, quais os temas que mais gostariam de ver discutidos em eventos da ABRH-SP? Por quê?

Eventos relacionados ao desenvolvimento de liderança sempre são muito interessantes para nós, uma vez que buscamos evoluir no tema constantemente devido ao perfil mais técnico dos nossos gestores.

Fonte: ABRH – São Paulo

Comentários

    Deixe uma Resposta

    QUER OBTER CONTEÚDO DE QUALIDADE COM INFORMAÇÃO ATUAL?