Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in posts
Search in pages

SUA CARREIRA TEM SUSTENTABILIDADE?

Sustentabilidade, mais um termo para quem está imerso nos dilemas da carreira e que se resume a uma questão que, de fato, tem relevância: como me preparar para me posicionar melhor?

 

Em um cenário de enxugamento e otimização de cargos, a melhor tradução do termo é “potencial de empregabilidade”, resume Américo Garbuio, coach e diretor da ABRH-SP, regional Sorocaba. “Essa deve ser uma preocupação individual contínua. Estar atento a me manter bem na empresa em que estou e, ao mesmo, tempo com competências e habilidades que facilitem a recolocação no mercado, se necessária.

Garbuio orienta a aproveitar toda oportunidade para ser protagonista de ações produtivas, aceitando novos projetos e desafios. “Sair da zona de conforto, mesmo. Não ficar preso exclusivamente ao job description e se preparar para exercer acima do nível atual e também olhar para os lados, ou seja, analisar como assumir funções que podem ser absorvidas pela sua área na reestruturação. Sempre com o compromisso da entrega em vista. Não basta promover o desenvolvimento individual. Ele tem que estar inserido e comprometido com o desenvolvimento da equipe. Diferencial importante.”

A postura de dono da própria carreira é mais que necessária, aconselha. “A sua carreira é sua. Não da sua empresa. Aproveite o que ela lhe dá de treinamento, mas haja por conta própria para complementar o que pode contribuir para a empregabilidade. Cultive interesses novos e aprofunde e atualize os antigos.” O projeto de carreira não pode olhar só o momento e o mercado atual, precisa também considerar aonde você quer chegar – daqui a, por exemplo, cinco anos. Qual é sua meta? Procurar essas respostas direciona os recursos que tornarão o objetivo viável. Você pode precisar de um professor de inglês ou de um coach de liderança… Como decidir o mais importante?

Para os pessimistas, que acham que o esforço não vai gerar resultado diante da crise atual, ele considera: “Qualquer desenvolvimento que você se proponha sempre vai ser útil. Quando o mercado estiver mais aquecido, você já estará maduro para dar o próximo passo”.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

MEdiapool: Daniela Vieira Cox

 

Foi demitido, e agora?

  

Primeira ação importante vem da sabedoria popular: Não tome nenhuma decisão de cabeça quente. Nada de grandes planos nos primeiros dias. Você precisa de tempo para processar o que aconteceu e “como você se sente sobre isso”. Enquanto isso, faça uma avaliação financeira. Detalhe seu orçamento familiar, separe o essencial do que agora é essencial. Envolva a família e outros dependentes nesse exercício.

Transforme a raiva e ressentimento em autoanálise. Converse com amigos e ex-colegas para entender o que você pode melhorar em uma próxima experiência. Trabalhar essa bagagem emocional, se livrar do coeficiente vítima, vai fazer com que você chegue mais maduro a uma próxima entrevista. O recrutador não quer saber de mágoas, quer saber de experiência e atitudes positivas. Trabalhe em uma explicação simples para a sua demissão, verdadeira, e ensaie várias vezes antes, para sintetizar. Fale de você mesmo com confiança.

Última dica: não saia atirando. Ao separar a lista de empresas que vai se candidatar, converse com ex-colegas e amigos que conheçam cada uma delas. Veja se você se encaixa no perfil e ajuste a linguagem ao da cultura da organização.

 

Agenda:

 

Semana que vem tem CONARH, esperamos você!

São muitas as atividades e separamos algumas aqui.

 

No primeiro dia, acontece a mesa A Arte de Liderar: Para Tempos Incertos, Líderes Inquietos.

Alessandra Ginante, vice-presidente  de da Avon, Luis Carlos França Duarte, diretor de RH e TI para América do Sul da Kordsa Global, e Renato M. Senna, líder da área de RH Internacional da Merck, vão debater o assunto que assola a atualidade.

 

No segundo dia, o encontro começa cedo, com sete grandes momentos, entre eles, um workshop prático para a criação de jogos de aprendizagem, avaliação e desenvolvimento de pessoas.

 

Dia 19, prepare-se para mais. Que tal: A Arte de Engajar e Encantar!, com Miguel Vives, SVP & country manager da The Walt Disney Company Brasil.

 

Quinta, último dia, destaque para: Inovação: O Poder de Aprender, com Claudio Sassaki, cofundador e CEO da Geekie. A moderadora será Márcia Costa, vice-presidente de RH e Comunicação da C&A.

 

Inscreva-se em: www.conarh.com.br

 Fonte: Folha de Alphaville – 14/08/2015

Comentários

    Deixe uma Resposta

    QUER OBTER CONTEÚDO DE QUALIDADE COM INFORMAÇÃO ATUAL?