Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in posts
Search in pages

Sucesso: aprenda algo novo todos os dias

A sensação de estar estagnado é comum entre colaboradores, em todos os setores da economia, e rebatê-la é um hábito que depende mais de você do que da sua empresa. Como?

 

Todo dia você faz tudo sempre igual? Pode estar aí o problema. Quer uma dica de milionário? Essa vem de Jeff Rose, que escreve para GoodFinancialCents.com: invista em você mesmo. Pode ser comprando um livro, buscando um coach ou se juntando a um grupo de estudos, não importa. “Não importa desde que você dedique esse tempo realmente a você e aos seus objetivos. O que mais se vê hoje nos consultórios são pessoas que se queixam de que não têm tempo para si e o que vemos é que, realmente nesse mundo corrido, falta planejamento. E falta priorizar,” explica Ana Regina D´Ambrosio, psicóloga.

“A falta de gerenciamento, controle dos pensamentos e aprendizagem tem causado dois transtornos muito comuns: ansiedade e depressão. Ansiedade porque as pessoas estão sempre sofrendo por antecipação, vivem no amanhã. Depressão porque elas ficam com medo de que algo ruim do passado se repita. Isso gera também, na maioria das vezes, o medo do novo. Conclusão, não se permitem viver o hoje.”

 

Então, vai a dica que todo mundo acha que sabe, mas que poucos praticam: “As pessoas precisam permitir viver e sair do automático: parar e contemplar a paisagem e a natureza; jogar conversa fora, acrescentar momentos prazerosos. Uma parte dessa rotina é perguntar-se, no fim do dia, o que você aprendeu de novo hoje. Se não aprendeu nada, ainda há tempo. Hoje são muitas formas de interação, você pode, por exemplo, assistir a uma palestra online. Muitas são gratuitas.

Ou: “Comece com uma nova fonte de informação. Pesquise o

blog, Twitter de algum CEO ou instituição que lhe forneça material útil para se desenvolver nos diferentes aspectos do trabalho”, propõe Ana Regina. Ela lembra que é importante separar pelo menos uma dica desse material. Pode ser até uma frase de efeito ou uma nova referência.

 Se você não é do tipo solitário pode encontrar ajuda em grupos que buscam objetivos parecidos com os seus. “Parte de aprender é confraternizar. Você também pode ter algo precioso para dividir e dividir também é um aprendizado.” Consulte o site da ABRH-SP para conhecer os Grupos de Estudos que podem ajudar você.

 

COLUNA MEDIAPOOL: LUIZ ANTONIO COMAR JR

 

 

FOCO OU DISTRAÇÃO?

 

Garantir que as “coisas sejam feitas” parece ser o esforço mais árduo da atualidade e, se olharmos o problema como parte apenas do cenário empresarial, não estaremos olhando para o problema como um todo.

Quantos distratores você encontra no seu caminho? Distratores são aqueles elementos que, dentro de uma tarefa, nos levam para caminhos e conclusões que nos levam a algum lugar, mas não necessariamente ao que realmente queremos atingir. Virou fórmula para questões do ENEM e vestibular, disfarçado do que os mais jovens apelidaram de pegadinhas. Reconhecê-los deveria mesmo fazer parte da educação. Afinal, quais as pegadinhas que você está se deparando nos seus desafios? Garanto que tem para todo mundo: líder ou não!

A melhor forma de solucionar a pegadinha é estar preparado para que ela apareça. No planejamento das ações, saber que todo processo tem seu percentual de espontaneidade e que não adianta rejeitar. É preciso entender. Adianta manter o foco da ação e redirecionar estes distratores para que somem e não atrapalhem. Se pensarmos bem, estamos, a todo momento, expostos a distratores: informação demais em tempo de menos. Como ajudar sua gente – não só seu colaborador – a lidar com essa configuração de mundo de forma mais saudável? Sugiro um mantra: olho no indivíduo e não no funcionário.

Fonte: Folha de Alphaville – 25/09/2015

Comentários

    Deixe uma Resposta

    QUER OBTER CONTEÚDO DE QUALIDADE COM INFORMAÇÃO ATUAL?