Contoterapia a serviço das relações nas organizações

De forma brilhante, a dra. Clarissa Pinkola Estés, em seu livro Mulheres Que Correm com os Lobos, promoveu uma importante reflexão sobre o arquétipo da mulher selvagem. Sem dúvida, uma contribuição inestimável para a compreensão da dimensão humana na sociedade. Sim, da compreensão da dimensão humana, indistintamente homens ou mulheres, na sociedade e, por que não, no mundo do trabalho. Neste mundo VUCA – Volátil, Incerto, Complexo e Ambíguo –, no qual o Mindset Ágil precisa nos lembrar que as pessoas prevalecem aos processos, talvez devamos resgatar esse instinto selvagem, que traduz parte da nossa humanidade, para enfrentar os desafios que já fazem parte do nosso dia a dia. O conto dá conta disso!

Nas reuniões do grupo, experenciamos a aplicabilidade do conto através das técnicas e preparação dos participantes ao longo dos encontros. Algumas indagações nos fizeram refletir sobre como podemos lidar com os conflitos e promover os contos de forma didática, objetiva e assertiva no ambiente de trabalho.

Entendemos que podemos falar sobre diversidade com o conto do Patinho Feio, sobre “sair fora da caixa” com a Ilha Desconhecida, de José Saramago, ou ainda sobre comunicação com o Conto da Verdade. Além de ser uma poderosa ferramenta de autoconhecimento, o conto também, por sua peculiaridade, pode ser utilizado para a construção de conhecimentos comportamentais, para a aproximação dos colaboradores e criação de ambientes favoráveis à criatividade e inovação.

Os participantes podem ser convidados a desenhar o momento que mais os tocou ou podem simplesmente falar sobre o que a história lhes disse. Sem nenhum esforço, temas do dia a dia do trabalho são trazidos à discussão. De forma leve e efetiva, estabelecemos diálogos e revelamos caminhos para a efetividade. A contoterapia lança um novo olhar para as relações, especialmente dentro das organizações.

O conto conta a nossa história, a história que contamos a nós mesmos!

Fonte: O Estado de São Paulo, 16 de Fevereiro de 2020.

Depoimentos

“A ABRH-SP atua como uma verdadeira usina geradora de inovações ao promover o compartilhamento de boas práticas de gestão e conceitos de RH entre os associados. Para nós da Sanofi, este trabalho é de enorme valor, pois nos ajuda a posicionar o RH de forma estratégica dentro da companhia.”
Pedro Pittella – Empresa SANOFIHead of Human Resources Sanofi Group Brazil
"Fazer parte da ABRH-SP está sendo muito bom, pois trouxe a oportunidade de acompanhar as novidades e trocar experiências com diversos executivos de RH, isto traz muito valor agregado"
Marcos Sousa - Empresa GOCILDiretor de RH e Jurídico na Gocil Segurança e Serviços
“Somos Associados ABRH-SP há um ano, as palestras que participamos na ABRH-SP tem nos ajudado a melhorar a gestão junto aos nossos colaboradores e entender que os mesmos são o centro para seguirmos em frente com a nossa companhia, temos muito carinho pela ABRH-SP, obrigado por tudo!”
João Paulo Lopes – Empresa MAZAGGerente de Recursos Humanos Agência Mazag

QUER OBTER CONTEÚDO DE QUALIDADE COM INFORMAÇÃO ATUAL?

WhatsApp Precisa de Ajuda? Fale Conosco!