fbpx
Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in posts
Search in pages

Flex Office/ Flex Work: o exemplo da Braskem

Nem todas as empresas estão enfrentando maiores dificuldades para colocar os colaboradores trabalhando em casa por causa da pandemia do Covid-19. Na Braskem, por exemplo, tudo ocorreu facilmente. “Assim que a decisão foi tomada, em poucas horas comunicamos os integrantes do mundo inteiro para que ficassem nas suas casas”, conta Marcelo Arantes, vice-presidente de Pessoas, Marketing, Comunicação e Desenvolvimento Sustentável da Braskem.

Isso só aconteceu porque a empresa já havia implantado há um ano e meio tanto o Flex Office, que permite que a pessoa trabalhe onde quiser e nos dias em que quiser; como o Flex Work, em que ela pode trabalhar em qualquer lugar da Braskem. Modalidades que, para serem viabilizadas, exigiram uma série de investimentos, da compra de notebooks para todos os colaboradores dos escritórios à melhoria nas redes de comunicação, além da capacitação dos líderes e integrantes desse novo conceito.

“Agora, nessa situação emergencial, se eu não tivesse uma infraestrutura adequada e toda a mentalidade da liderança e das pessoas preparadas, teria um pouco mais de dificuldade”, reconhece Marcelo. Segundo ele, no caso das empresas que não se prepararam para o movimento de flex office ou de home office, a segurança e a saúde das pessoas devem vir em primeiro lugar e isso pode significar até mesmo ter de abrir mão do trabalho em favor da saúde.

“O segundo aspecto é disponibilizar todos os recursos necessários para que a pessoa trabalhe de casa, como um notebook que acesse a rede da empresa e tenha todo o sistema de segurança da área de TI para reduzir qualquer vulnerabilidade à invasão”, acrescenta Marcelo, que considera essencial, nessa situação atípica que estamos vivenciando, todos os lados terem bom senso.

“Aqui na Braskem já aceitamos há muito tempo fazer uma reunião com a pessoa em casa e ouvir barulho de criança, de cachorro... A gente permite isso e não se incomoda porque estamos na rotina da pessoa. Também é importante não ter pré-conceito, que é o conceito prévio, de achar que quem está em casa não está trabalhando. Nós não temos esse julgamento. Precisamos confiar nas pessoas, que elas são responsáveis pela realização do seu trabalho onde quer que estejam”, recomenda Marcelo.

Fonte:  O Estado de São Paulo, 22 de Março de 2020.

Depoimentos

“A ABRH-SP atua como uma verdadeira usina geradora de inovações ao promover o compartilhamento de boas práticas de gestão e conceitos de RH entre os associados. Para nós da Sanofi, este trabalho é de enorme valor, pois nos ajuda a posicionar o RH de forma estratégica dentro da companhia.”
Pedro Pittella – Empresa SANOFIHead of Human Resources Sanofi Group Brazil
"Fazer parte da ABRH-SP está sendo muito bom, pois trouxe a oportunidade de acompanhar as novidades e trocar experiências com diversos executivos de RH, isto traz muito valor agregado"
Marcos Sousa - Empresa GOCILDiretor de RH e Jurídico na Gocil Segurança e Serviços
“Somos Associados ABRH-SP há um ano, as palestras que participamos na ABRH-SP tem nos ajudado a melhorar a gestão junto aos nossos colaboradores e entender que os mesmos são o centro para seguirmos em frente com a nossa companhia, temos muito carinho pela ABRH-SP, obrigado por tudo!”
João Paulo Lopes – Empresa MAZAGGerente de Recursos Humanos Agência Mazag

QUER OBTER CONTEÚDO DE QUALIDADE COM INFORMAÇÃO ATUAL?

WhatsApp Precisa de Ajuda? Fale Conosco!