Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in posts
Search in pages

GRUPOS DE ESTUDO: Aquisição e Retenção de Talentos

Recentemente, mudei de trabalho e, sendo uma profissional de RH que trabalha com gestão de talentos, fui questionada pelos meus colegas sobre aspectos relacionadas à atração e retenção de talentos.

O que me fez mudar de trabalho? Como me recrutaram? Por que a empresa não fez a retenção? Diante dessas perguntas, mais uma vez penso nas empresas e em cada ser humano. 

Acredito que há alguns fatores que devem ser analisados, tanto pelo headhunter ou recrutador como pela empresa que tem o papel oposto, que é reter seus talentos. 

Entendo que, se uma boa contratação é feita, as chances de retenção são maiores. Vejo quatro aspectos que devem ser levados em consideração sempre: 

Gerações diferentes: a empresa trabalha bem com diferentes gerações ou o foco são pessoas com mais idade e tempo de casa? É uma empresa com a sua maioria jovem? Como é isso dentro da organização? 

Cultura, ritmo e clima: é uma empresa agressiva? Possui um ritmo lento e burocrático? O candidato está alinhado à cultura e ao clima da empresa? Vai se adaptar bem e isso será um aspecto forte na hora da retenção? 

Potencial e aspirações de carreira: a empresa busca potenciais ou pessoas prontas? Como são as carreiras dentro da empresa? E as expectativas de crescimento do candidato? Existe correlação? 

Habilidades técnicas/liderança: precisamos de um líder ou de um especialista na organização? Qual é a expectativa do candidato e a da empresa? 

É analisando essas questões de forma profunda que podemos atrair e reter os melhores talentos. É assim também que muitos deixam as organizações. Cabe ressaltar que a carreira engloba aspectos de desafios, realização, mudança de cargos e também a questão de salário e benefícios. Será que estamos sendo retidos pelas atuais empresas ou atraídos pelo mercado? 

Marcela Niemeyer é integrante do Grupo de Estudo Estratégias para Aquisição e Retenção de Talentos, de São Paulo (as ideias apresentadas no artigo não refletem necessariamente a posição da ABRH-SP)

Página Semanal da ABRH-SP 13 de Janeiro de 2013-01-14

{module compartilhar}

Depoimentos

“A ABRH-SP atua como uma verdadeira usina geradora de inovações ao promover o compartilhamento de boas práticas de gestão e conceitos de RH entre os associados. Para nós da Sanofi, este trabalho é de enorme valor, pois nos ajuda a posicionar o RH de forma estratégica dentro da companhia.”
Pedro Pittella – Empresa SANOFIHead of Human Resources Sanofi Group Brazil
"Fazer parte da ABRH-SP está sendo muito bom, pois trouxe a oportunidade de acompanhar as novidades e trocar experiências com diversos executivos de RH, isto traz muito valor agregado"
Marcos Sousa - Empresa GOCILDiretor de RH e Jurídico na Gocil Segurança e Serviços
“Somos Associados ABRH-SP há um ano, as palestras que participamos na ABRH-SP tem nos ajudado a melhorar a gestão junto aos nossos colaboradores e entender que os mesmos são o centro para seguirmos em frente com a nossa companhia, temos muito carinho pela ABRH-SP, obrigado por tudo!”
João Paulo Lopes – Empresa MAZAGGerente de Recursos Humanos Agência Mazag

QUER OBTER CONTEÚDO DE QUALIDADE COM INFORMAÇÃO ATUAL?

WhatsApp Precisa de Ajuda? Fale Conosco!