Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in posts
Search in pages

Coteminas é tricampeã

Depois de se destacar na Paraíba, ao vencer o Prêmio Ser Humano da ABRH-PB, o case Programa Inclusivo Coteminas: Uma vivência com a comunidade surda, da empresa Coteminas, teve o reconhecimento ampliado em âmbito nacional e latino-americano. Em agosto, durante o CONARH 2017, um dos maiores eventos de gestão de pessoas do mundo, a empresa foi contemplada com o 1º lugar no Prêmio Ser Humano Oswaldo Checchia, na modalidade Gestão de Pessoas – Desenvolvimento pela ABRH-Brasil; agora, o programa extrapolou as fronteiras para se tornar vencedor do Prêmio Oscar Alvear Urrutia 2017, concedido a cada dois anos pela FIDAGH – Federación Interamericana de Asociaciones de Gestión Humana, na modalidade Excelência Empresarial. Já na modalidade Investigação, a FIDAGH anunciou como vencedora a tese de doutorado Caracterização de um modelo de medição de gestão humana – Uma aplicação para a Colômbia, de autoria do colombiano César Nieto Licht. A premiação acontecerá no dia 13 de outubro, em Montevidéu, Uruguai, no encerramento do CIGEH – Congreso Interamericano de Gestión Humana, evento bienal e itinerante (saiba mais na matéria abaixo).   O case Em 2009, a unidade da Coteminas de João Pessoa implantou formalmente o programa, que tem como objetivo a acessibilidade para surdos e a proposta de romper as barreiras da comunicação e resgatar a autoestima e cidadania desse público, proporcionando uma consciência social inclusiva através da desmistificação de conceitos e preconceitos sobre a comunidade surda. A construção do modelo inovador abrange as etapas: captação, formação, capacitação, desenvolvimento e retenção dos colaboradores surdos. Entre os resultados obtidos pela Coteminas, destaca-se a formação de mais de 200 colaboradores na Língua Brasileira de sinais (Libras), sendo a maioria dos participantes líderes. Além de construir um ambiente inclusivo, a empresa conseguiu eliminar o turnover nos últimos três anos e reduzir em 15% do absenteísmo desse público-alvo.       Fonte: O Estado de São Paulo, 28 de Setembro de 2017.

QUER OBTER CONTEÚDO DE QUALIDADE COM INFORMAÇÃO ATUAL?