Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in posts
Search in pages

Mercado de trabalho continua em movimento

Como temos publicado nas últimas edições, alguns setores continuam contratando mesmo em meio à pandemia do novo coronavírus. No início deste mês, o Glassdoor, plataforma que oferece recursos para mediar o processo de contratação das empresas, identificou 20 cargos com alta demanda com base no número de novas vagas publicadas na plataforma nas semanas anteriores.

Os números, segundo o Glassdoor, traduziam a elevada demanda por cargos ligados à área da saúde, como médicos, enfermeiros, farmacêuticos e técnicos de laboratório. Os setores de logística e comércio também apareciam na lista, bem como trabalhos que podem ser realizados de maneira remota, como atendimento ao cliente e telemarketing. Com diversas cidades cumprindo quarentena, também cresceu a demanda por entregadores e motoboys.

“O mercado de trabalho não está absolutamente parado porque é impossível uma economia parar totalmente. O que acontece é que alguns setores estão ativos, outros mais devagar e alguns realmente parados ou até demitindo, tudo ao mesmo tempo”, avalia José Augusto Minarelli, diretor-presidente da Lens & Minarelli, consultoria especializada em transição de carreira e outplacement de executivos.

Ele conta que, nos quarenta dias de quarentena, a consultoria completou seis recolocações: um diretor de hospital, um diretor comercial de crédito, dois gerentes de seguradoras, um gerente de transporte internacional e uma pessoa ligada a planejamento de mobilidade urbana. “Essas recolocações ocorreram não só porque os setores continuaram precisando, mas também porque os profissionais mantiveram-se ativos, utilizando networking, oferecendo-se como provedores de soluções, e isso permitiu que encontrassem empresas que precisavam deles.”

Na observação de Minarelli, há setores muito ativos em regiões mais distantes. É o caso do agronegócio, que permanece oferecendo alimentos para o mundo. Apesar de toda a confusão, as pessoas precisam comer, as importações e o transporte ocorrem, as funções aduaneiras, alfandegárias e comerciais continuam sendo feitas. Por outro lado, há setores que sofreram demais, como restaurantes, que têm casos de iminente risco de fechamento, hotéis, empresas de viagem e turismo, e empresas de eventos.

Profissionais estratégicos também têm oportunidades nesse período. “Recentemente”, confidencia Minarelli, “reunimos nossos assessorados com um headhunter e ele disse que na empresa dele não houve processos cancelados. Alguns foram congelados e aqueles destinados a funções estratégicas continuaram em funcionamento porque as organizações precisam dos profissionais com esse perfil, especialmente em momentos como este que exigem pessoas bem qualificadas acostumadas a lidar com crise, a descobrir caminhos, a inovar procedimentos e a buscar novos mercados. Esse headhunter disse que tem observado que seus colegas concorrentes continuam ativos.”

Certamente com todo o aprendizado que a crise trouxe, Minarelli aposta que, assim que a pandemia arrefecer, muitas atividades vão voltar de forma diferente. “As pessoas se acostumaram a trabalhar em home office, aprenderam a lidar com as plataformas de comunicação, perceberam que é viável resolver problemas a distância sem precisar viajar e tudo isso vai impactar no mercado de alguma forma.”

Trabalho temporário

Segundo a Asserttem – Associação Brasileira do Trabalho Temporário, a quarentena também tem ampliado a contratação de temporários em diversos setores. Os aspectos legais do trabalho temporário (Lei 6.019/74) garantem a flexibilidade contratual que o momento requer – vinculada à necessidade transitória ou emergencial da empresa – e com a devida proteção trabalhista, tanto para os setores essenciais quanto para os demais setores da economia.

"É um período de turbulências e incertezas. E o trabalho temporário tem ajudado a minimizar os impactos, como no setor da saúde, por exemplo. Por se tratar de uma modalidade flexível e uma opção de contratação formal, prevista em lei, o temporário atua como um recurso eficiente, dinâmico e seguro para empresas e trabalhadores, não só para atender a estas demandas emergenciais, como também a outras demandas transitórias, como cobertura de pessoal efetivo eventualmente afastado", afirma a presidente da Asserttem, Michelle Karine.

O movimento de contratações temporárias está ocorrendo, especialmente, na prestação de serviço para as áreas da saúde, indústria de suprimentos, alimentos, supermercados e serviços essenciais. “Na área da saúde, a movimentação de contração é grande nas redes hospitalares para reforço do quadro de profissionais, como enfermeiros e técnicos de enfermagem, além dos serviços de manutenção, copa e recepção, por exemplo. Assim como a indústria de suprimentos também está ampliando seus quadros para atender à demanda de produtos, como EPIs (Equipamentos de Proteção Individual), álcool em gel e derivados”, cita Michelle. Outro setor com demanda de contratação é o de alimentação, como produção de alimentos, embalagens, supermercados, varejistas e atacadistas.

Fonte: O Estado de São Paulo, 26 de Abril de 2020.

Depoimentos

“A ABRH-SP atua como uma verdadeira usina geradora de inovações ao promover o compartilhamento de boas práticas de gestão e conceitos de RH entre os associados. Para nós da Sanofi, este trabalho é de enorme valor, pois nos ajuda a posicionar o RH de forma estratégica dentro da companhia.”
Pedro Pittella – Empresa SANOFIHead of Human Resources Sanofi Group Brazil
"Fazer parte da ABRH-SP está sendo muito bom, pois trouxe a oportunidade de acompanhar as novidades e trocar experiências com diversos executivos de RH, isto traz muito valor agregado"
Marcos Sousa - Empresa GOCILDiretor de RH e Jurídico na Gocil Segurança e Serviços
“Somos Associados ABRH-SP há um ano, as palestras que participamos na ABRH-SP tem nos ajudado a melhorar a gestão junto aos nossos colaboradores e entender que os mesmos são o centro para seguirmos em frente com a nossa companhia, temos muito carinho pela ABRH-SP, obrigado por tudo!”
João Paulo Lopes – Empresa MAZAGGerente de Recursos Humanos Agência Mazag

QUER OBTER CONTEÚDO DE QUALIDADE COM INFORMAÇÃO ATUAL?

WhatsApp Precisa de Ajuda? Fale Conosco!