Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in posts
Search in pages

DESENVOLVIMENTO – Grupos de Estudos da ABRH-SP ganharam ainda mais força em 2014

Nos últimos anos, os Grupos de Estudos da ABRH-SP ganharam força e espaço dentro da Associação. A participação na atividade está entre os motivos pelos quais os profissionais são atraídos para se associarem e renovarem suas afiliações. Criados em 2007, os grupos vêm debatendo temas específicos da gestão de pessoas, originalmente na capital paulista, posteriormenteem cidades como Campinas, Santos, Bauru, Ribeirão Preto, Jundiaí e Barueri, e, a partir do ano que vem, em Sorocaba. A temporada 2014 teve um total de 29 grupos. Ao todo, cada grupo realizou oito encontros durante o ano, no período de março a novembro. 

“Partimos do pressuposto de que o conhecimento está no grupo, ou seja, o papel do facilitador é estimular e inspirar as discussões relevantes sobre o tópico em questão. Dentro da metodologia, os grupos são conduzidos por dois facilitadores, o que é riquíssimo para o aprimoramento da facilitação, pois os estilos e expertises se complementam”, explica a diretora da atividade Ana Maria de Freitas, que destaca como diferenciais deste ano o estímulo ao clima de troca entre os facilitadores e a adesão significativa de profissionais de diversos segmentos e expertise.

 

Grupos em SP

Só na capital paulista foram onze grupos: Coaching I e Coaching 2, Estratégias para Aquisição e Retenção de Talentos, Gerindo Equipes de Alto Desempenho, Gestão de Cultura e Comunicação Empresarial, Humanizar para Gerar Melhores Resultados Organizacionais, Liderança e Sucessão, Novas Tendências de Contrato de Trabalho e Remuneração, Planejamento de Carreira, Resiliência e Tendências em Educação Corporativa.

O Grupo de Coaching I, por exemplo, foi organizado pela oitava vez consecutiva. “Para nossa surpresa, a lista de espera foi ainda maior que nos anos anteriores, o que reflete a explosão da oferta de serviços de coaching e a necessidade de conhecimento e aprofundamento sobre o assunto”, avalia a facilitadora Cassia Resende. 

Já a facilitadora do tema Tendências em Educação Corporativa, Jacqueline Cerqueira, destaca o grande interesse pelos assuntos definidos e pela programação sugerida: “Diante das apresentações dos temas, os participantes demonstravam mais empenho e motivação nas propostas mais vivenciais, como foi estimulado inicialmente para o grupo”. 

De temática abrangente, o grupo de Estratégias para Aquisição e Retenção de Talentos trabalhou todos os subsistemas de RH, discutindo inclusive a cultura das empresas para absorver e administrar profissionais com potencial e entrega diferenciada, e a sobrevivência deles em ambientes com tanta diversidade e conflitos de gerações. “Certamente todos os membros enriqueceram seus conhecimentos”, resume o facilitador Ricardo Herreira. 

O tema do grupo de Resiliência foi a consolidação de uma definição contemporânea da resiliência. Segundo o facilitador George Barbosa, foram superados entendimentos ultrapassados como o de que alguém “é resiliente”, ampliando tal compreensão para “estar resiliente” em uma ou mais áreas próprias da resiliência. 

“O grupo trocou experiências de forma madura em todos os encontros do ano. Com pessoas de variado background, todos saímos enriquecidos de conhecimentos e, principalmente, com laços de amizade fortalecidos. Foi incrível!”, ressaltam os facilitadores do tema Liderança e Sucessão, Luciano Faber e Marcela Niemeyer. 

Na avaliação da facilitadora Yara Leal de Carvalho, o grupo de Planejamento de Carreira contou com participantes engajados no aprendizado e estudo, o que permitiu uma abordagem geral sobre o tema e visão por três enfoques: teórica, experiência dos participantes e visão do mercado. Em resumo, foi bastante produtivo. 

“Com a maturidade da atividade dentro da Associação, teremos em 2015 muitas novidades que estão sendo validadas para serem divulgadas em janeiro: temas novos e atuais econsolidação do compartilhamento dos conteúdos gerados nos grupos, por exemplo no site da associação”, antecipa Ana Maria. “A expectativa é de um ano muito produtivo com maior integração entre os diversos grupos de São Paulo e das Regionais. Contamos com o apoio davice-presidente de Conhecimento e Aprendizagem, Edna Bedani, para fazer do próximo ano um marco na história dos Grupos de Estudos da ABRH-SP.”

 

Página Semanal ABRH-SP – 30 de novembro

{module compartilhar}

Comentários

    Deixe uma Resposta

    QUER OBTER CONTEÚDO DE QUALIDADE COM INFORMAÇÃO ATUAL?