Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in posts
Search in pages

Diálogos LAB – Espaço de investigação sobre diálogos nas organizações

“Aventurar-se causa ansiedade, mas deixar de arriscar-se é perder a si mesmo… E aventurar-se no sentido mais elevado é precisamente tomar consciência de si próprio.” – Søren Kierkegaard

Diálogo foi um dos temas mais mencionados na mídia, nas organizações e pelas pessoas nos últimos anos. E, embora a maioria concorde que é o caminho mais adequado para os desafios de hoje, poucos se detêm a investigar como melhorar as interações e trocas.

O que mais se observa, diante de divergências, são debates e discussões em que, ao final, as partes saem com as mesmas convicções, ainda que um dos lados seja vitorioso. E não é raro que essas interações se tornem confrontos com intolerância, agressividade e até violência.

Diante desse cenário e buscando uma forma de troca e aprendizado diferente do debate ou da discussão, propusemos uma nova possibilidade de Grupo de Estudos na ABRH-SP, no formato de um laboratório.

Em encontros durante o ano, pesquisamos – a partir de questões estimulantes – os diálogos nas organizações, buscando maior riqueza das perspectivas, combinadas com leveza, cuidado, companhia e conexão.

Nos orientamos, principalmente, pelo trabalho de David Bohm e pelas abordagens da Comunicação Não Violenta de Marshall Rosenberg e da Teoria U de Otto Scharmer.

Os relatos dos participantes apontam para uma experiência rica no grupo de associados envolvidos, que teve diversidade suficiente para todos se enriquecerem com novas perspectivas sobre as questões de poder, preconceito, gênero e diversidade no mundo corporativo.

A prática dialógica proporcionou o fortalecimento de conexões entre os participantes que relataram também o desenvolvimento da escuta ativa e de mais consciência sobre si com a atenção na suspensão dos nossos pressupostos. Esta foi, assim, também uma aventura de se conhecer por um exercício reflexivo individual e coletivo.

 

Por Fernando Baganha, facilitador do Grupo de Estudos Diálogos LAB, de São Paulo

 

Fonte: O Estado de São Paulo, 30 de dezembro de 2018.

Comentários

Deixe uma Resposta

QUER OBTER CONTEÚDO DE QUALIDADE COM INFORMAÇÃO ATUAL?