Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in posts
Search in pages

ESPECIAL 50 ANOS – Nos primórdios da administração de RH

Foi muito antes da fundação da ABRH-SP, no período entre as duas Grandes Guerras Mundiais, que as relações entre patrões e empregados começaram a sofrer mudanças significativas. O desenvolvimento do sindicalismo foi um dos principais responsáveis por essa transformação, que levaria a maioria dos países ocidentais a disciplinar os contratos de trabalho. O mesmo aconteceu no Brasil com a montagem gradual da legislação trabalhista e da estrutura sindical, culminando com a promulgação da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) em 1943. 

Para entender esse novo emaranhado de leis, as empresas passaram a usar a assessoria jurídico-trabalhista de escritórios de advocacia. O setor de pessoal inexistia ou tinha pouca importância. Os profissionais que atuavam na área eram chamados de chefes de pessoal e cuidavam do preenchimento das carteiras profissionais, dos registros dos empregados e da folha de pagamento, além de representar a empresa na Justiça de Trabalho. Sem meios de trocar informações e experiências, lançavam mão da intuição para resolver as questões do dia a dia. 

Combatente da Força Expedicionária Brasileira, o escritor Roberto de Mello e Souza (1921-2007) é considerado um dos pioneiros da área de RH no Brasil. Sua obra Memórias de um Gerubal é um retrato desses primórdios da administração de Recursos Humanos. Sobre esses tempos iniciais, ele falou no especial de 40 anos da ABRH-SP, publicado na revista profissional&negócios: “Tradicionalmente, éramos considerados como um mal necessário e inevitável: cuidávamos dos salários, acidentes de trabalho, despesas, etc. Logo, dentro da hierarquia de diretores e gerentes, o RH era o mais baixo de todos. Vivíamos no ostracismo, com salários menores que os dos outros. Mesmo assim, fomos pouco a pouco ganhando prestígio pela nossa competência e qualidade de trabalho e fomos convencendo os demais de que o homem é fundamental”.

 

Página Semanal ABRH-SP – 22 de fevereiro

{module compartilhar}

Comentários

    Deixe uma Resposta

    QUER OBTER CONTEÚDO DE QUALIDADE COM INFORMAÇÃO ATUAL?