Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in posts
Search in pages

Evento discutirá a inserção das informações de segurança e saúde no trabalho no eSocial

A partir de janeiro do ano que vem, passa a ser obrigatória a validação dos eventos de Segurança e Saúde no Trabalho – SST no eSocial, o Sistema de Escrituração Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas por meio do qual os empregadores comunicam ao governo, de forma unificada, as informações relativas aos trabalhadores. Muito embora desde julho deste ano, todas as empresas privadas do país – incluindo micros e pequenas e microempreendedores individuais (MEIs) que possuam empregados e segurados especiais – já estejam operando no eSocial, a inserção dos eventos de SST gera uma série de dúvidas.

Para debater o tema, o CORHALE – Comitê RH de Apoio Legislativo e a AGSSO – Associação de Gestão de Segurança e Saúde Ocupacional promovem no próximo dia 18 o evento Segurança e Saúde no Trabalho e o eSocial (das 13h30 às 17h30, no Auditório Vermelho do Centro de Convenções Rebouças / Av. Rebouças, 600, na capital paulista).

A proposta é apresentar a visão do governo, das empresas e instituições sobre o tema com a participação, entre os palestrantes, de um time de especialistas de peso. São eles:

  • Eduardo Missick, presidente da AGSSO;
  • José Alberto Maia, auditor-fiscal no Ministério do Trabalho, onde coordena o Grupo Especial de Trabalho para o desenvolvimento do Projeto eSocial;
  • Lucineia Nucci, coordenadora do Comitê de Segurança e Saúde Ocupacional do SINDHOSP – Sindicato dos Hospitais, Clínicas, Casas de Saúde, Laboratórios de Pesquisas e Análises Clínicas do Estado de São Paulo;
  • Manoel Jardim Monteiro, special advisor da Accenture (representou a CNF – Confederação Nacional do Sistema Financeiro nos grupos de trabalho para elaboração do eSocial); e
  • Orion Sávio Santos de Oliveira, analista de Políticas Sociais em exercício na Subsecretaria do Regime Geral de Previdência Social da Secretaria de Previdência do Ministério da Fazenda.

Diretora da AGSSO e da ABRH-Brasil, Eliane Aere será a mediadora do debate, que terá ainda a abertura feita pelo coordenador e pela secretária do CORHALE, respectivamente, Carlos Silva, que também é diretor Jurídico da ABRH-SP, e Inês Restier, diretora da MICR – Consultoria e Treinamento Empresarial e conselheira da ABRH-SP.

As inscrições podem ser feitas pelo e-mail eventos@abrhsp.org.br, mas as vagas são limitadas. Mais informações: (11) 5505-0545.

Fonte: O Estado de São Paulo, 02 de Setembro de 2018.

Comentários

    Deixe uma Resposta

    QUER OBTER CONTEÚDO DE QUALIDADE COM INFORMAÇÃO ATUAL?