Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in posts
Search in pages

McDonald’s é o novo patrocinador de gestão da ABRH-SP

O McDonald’s entrou para o time de patrocinadores de gestão da ABRH-SP. No dia 2 de junho, o contrato de patrocínio foi assinado por Theunis Marinho, presidente da Associação, Paulo Camargo, presidente da Arcos Dorados Divisão Brasil (operadora do McDonald´s no Brasil e na América Latina), e Marcelo Nóbrega, diretor de RH da Arcos Dorados. Na ocasião, Paulo Camargo concedeu a entrevista a seguir para o jornal Gestão de Pessoas:

 

GP – Qual a importância do McDonald’s no mercado profissional? 
PC –
Uma empresa como o McDonald’s tem sua relevância por ser líder no mercado de trabalho e no setor de alimentação. Atendemos quase 2 milhões de clientes/dia no Brasil, temos uma responsabilidade enorme de ter um time forte apoiando a operação dos restaurantes. Hoje, temos cerca de 35 mil funcionários atendendo nosso público. Somos a porta de entrada do mercado de trabalho para muitos jovens que não possuem experiência anterior. Compreendemos também a importância de como esse primeiro emprego formará nosso funcionário. Às vezes, temos gerentes jovens liderando equipes grandes. Ensinamos nossos gerentes como tratar esses jovens com características de liderança quase individuais, sendo um “líder camaleão”, que se adapta ao liderado e não o contrário. Temos muito cuidado e até um certo paternalismo com nossos funcionários.

 

GP – De que forma a parceria com a ABRH-SP colaborará no dia a dia dos restaurantes McDonald’s? 
PC –
McDonald’s e ABRH-SP têm uma sinergia incrível. Estar junto a entidades como a ABRH-SP, que é referência, ajuda a encontrar novos caminhos no relacionamento com os funcionários e possibilita a troca de experiências com outras empresas. Não queremos só produzir Big Mac, queremos produzir uma experiência positiva que o funcionário nunca esquecerá, independentemente de ele construir uma longa carreira no McDonald’s ou não. Outra preocupação em comum é a inclusão social do ser humano. Estamos de portas abertas àqueles que estão fora do mercado e desejam se recolocar no mundo profissional, àqueles que buscam o primeiro emprego e, também, às pessoas com deficiência à procura de trabalho e renda.

GP – Mas essas pessoas terão à disposição um plano de carreira? 
PC –
Sim. Quem se aplica e tem o que chamamos de “ketchup na veia”, que é o DNA do McDonald’s, pode ser promovido de cargo em menos de um ano. O pacote de remuneração e a oportunidade de aprendizado aumentam gradativamente conforme o funcionário avança na carreira dentro de nossos restaurantes. Quem gosta de trabalhar no ramo do varejo e de atender a clientes tem a oportunidade de construir um plano de carreira na companhia. Quase 90% dos nossos gerentes de restaurante começaram como atendente.

GP – Como você enxerga o cenário econômico do país? 
PC –
Estamos no Brasil há 37 anos e já passamos por diversos cenários econômicos e políticos. Trabalhando focado na eficiência da organização, buscando maior produtividade e apresentando produtos inovadores, temos superado os diferentes obstáculos. Recentemente, apostamos na extensão dos sanduíches “clássicos”, como o Big Mac e o Cheddar. Também surpreendemos os clientes com produtos inovadores, como o ClubHouse e o Mushroom Dijon, que têm um conceito artesanal e novos ingredientes, como o pão tipo brioche, bacon rústico e o cogumelo caramelizado, além de serem servidos fora da tradicional “caixinha”. Fizemos parcerias com outras marcas relevantes que possibilitaram a criação de produtos inéditos e exclusivos, como o McFlurry Kopenhagen Língua de Gato e o McFlurry Amor aos Pedaços. Renovamos nossa linha de McShake e ampliamos a plataforma de preços mais acessíveis, como Almoço Completo por R$ 15,00 e sanduíches por R$ 6,00, reforçando nossa atuação como marca democrática e sendo uma opção de alimentação fora de casa mesmo em períodos mais sensíveis de economia. Por isso, tivemos um 1º trimestre positivo. Mas sabemos que esse é um ano desafiador e que seguirá nos exigindo em termos de estratégias comerciais e novidades para o cliente.

 

Fonte: O Estado de São Paulo – 12 de junho de 2016

Comentários

    Deixe uma Resposta

    QUER OBTER CONTEÚDO DE QUALIDADE COM INFORMAÇÃO ATUAL?