Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in posts
Search in pages

Empresa de Recolocação são a fuga do desemprego

Empresas de recolocação profissional são apostas para fugir do desemprego

 

 

 

De acordo com dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) divulgados no final de agosto, o mercado de trabalho brasileiro registrou em julho o fechamento de 157.905 postos de trabalho e está em queda pelo quarto mês consecutivo.

Somente na RMC (Região Metropolitana de Campinas) são 15 mil indústrias de todos os portes. “Mas, ao olharmos os números de mercado, vemos que a capacidade instalada está em 78,6% – menor patamar da série -, o emprego recuou em 2015 para 4,9% e tivemos perda da massa salarial de 4,7%. A nossa economia está vivendo um momento difícil que vai deixá-la paralisada o resto do ano para começar a reagir somente em 2016.” É o que afirma o diretor geral da Korum Planejamento de Carreira e Recolocação, Marcio Brasil de Andrade.

Com 22 anos de experiência no mercado, o diretor explica que, como em todos os segmentos, sentiu os efeitos da crise pela redução da procura dos serviços. “Contudo, para as empresas que assessoramos, conseguimos manter uma média histórica, com a recolocação de 73% de nossos clientes em 5,2 meses.”

Entre os recursos utilizados estão a prospecção de vagas públicas e confidenciais de empresas e consultorias. De janeiro a agosto deste ano foram 2.848 abertas e 291 confidenciais. “Esse número de oportunidades impressiona, mas se dilui frente ao universo das empresas da região”, avalia Marcio Brasil.

O especialista em recolocação vê a situação com otimismo. “A crise é muito mais política e moral, afetando a credibilidade e confiança de todos. Porém, ainda temos empresas e empresários que acreditam na nossa economia e recuperação. Uma prova disso são os dados da InvestSP que de janeiro até esse momento anunciou 21 projetos com R$ 7,4 bilhões em investimentos e 7,6 mil empregos, grande parte deles no interior”, conta. “Por isso, seguimos trabalhando e ajudando as pessoas a se recolocarem. Logo a tempestade passa.”

 

Dicas da Korum para os profissionais que estão saindo do mercado:

 – Reunir a família, explicar o acontecido e orientar para o que vem pela frente;

– Reativar os contatos disponíveis através da rede (da antiga empresa) de clientes, fornecedores, concorrentes, além de recorrer aos amigos da igreja, clube, etc;

– Atualizar as redes sociais: principalmente LinkedIn e Facebook;

– Atualizar o currículo e montar uma estratégia de abordagem de mercado com cidades, empresas alvo e consultorias;

– Deixar o celular sempre disponível para eventuais contatos;

– Imprimir cartões de visitas para fazer e ampliar o networking;

– Com disciplina, deixar um período do dia para procurar oportunidades e fazer contatos;

– E o mais importante: ter muita paciência e controlar a ansiedade para, quando surgir uma chance, ser capaz de fazer uma boa entrevista.

 Fonte: Correio Popular – 13/09/2015

Comentários

QUER OBTER CONTEÚDO DE QUALIDADE COM INFORMAÇÃO ATUAL?