Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in posts
Search in pages

Festival de culturas, agora, no Brasil

Almiro dos Reis Neto – Presidente da

Franquality Consultoria em RH e da ABRH-SP

Estamos na Copa e temos a oportunidade única de conhecermos várias culturas diferentes da nossa, sem sair de casa. As pesquisas indicam que, quanto mais conhecemos outras culturas, mais nos tornamos flexíveis de um lado e sensíveis, de outro, a esse tema. Esta experiência acrescenta não somente conhecimento, mas também competência para lidar com todo tipo de interculturalidade, incluindo fusões e aquisições, multigerações, cultura nacional e cultura organizacional.

 

Aprender a lidar com uma cultura diferente da nossa começa pela tomada de consciência da própria cultura. A primeira reação típica é a de pensarmos que a “minha cultura” está certa e a do outro errada. O primeiro passo para interagirmos adequadamente com outros, que são diferentes de nós, é respeitar sua cultura. Lembramos que respeitar não significa aceitar ou incorporar em seu mundo, mas que, há uma razão para o comportamento do visitante e que você

não fará força para mudá-lo.

 

Quando se compreende o contexto do visitante, também fica mais fácil entender a justificativa por trás de seu comportamento. Isso nos ajuda a compreender melhor as pessoas e, assim, a se incomodar menos com o comportamento diferente. Chineses e indianos, que estiverem no Brasil para assistir aos jogos, vão se sentir em casa com o “jeitinho brasileiro”, mas os alemães e norte-americanos vão preferir seguir as leis e normas ao pé da letra. Os gregos preferem um tour bem planejado e organizado. Não estranhe se você estiver com um casal de finlandeses e eles parecerem que não estão gostando. Os finlandeses são sérios, o que não quer dizer que não estão apreciando.

 

Quando demonstramos interesse genuíno pela cultura e o idioma de outras pessoas, conseguimos nos relacionar melhor e aprender um mundo novo, baseado em valores, que, por vezes, são muito diferentes do nosso. Em vez de querer impor seus valores, fique com o coração e a mente abertos para o novo e curta mais este aspecto da Copa no Brasil.

 

Página Semanal ABRH-SP Regional Campinas – 22 de Julho

{module compartilhar}

Comentários

    Deixe uma Resposta

    QUER OBTER CONTEÚDO DE QUALIDADE COM INFORMAÇÃO ATUAL?