Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in posts
Search in pages

MULHERES NO TRABALHO:

SEM MEDO DE ENFRENTAR TABUS

Às vésperas do Dia Internacional da Mulher, nada mais apropriado do que falar dos desafios de como elas podem construir vidas vencedoras!

“Para mim, mulher de sucesso é aquela que conseguiu trazer todas as pessoas que estão ao seu redor, junto consigo, na sua trajetória profissional”, afirma Edna Goldoni, a primeira mulher a ocupar a diretoria comercial da ABRH-SP.

É o que ela faz. Goldoni chegou em 2013 trazendo a ideia de ampliar um grupo que reunia em torno de cem mulheres para discutir e debater as questões da profissional de RH no mercado de trabalho. Vale lembrar que são elas que, na grande maioria das vezes, recrutam homens e mulheres para todos os departamentos. Quer visão maior de conjunto? 

Pois foi essa abordagem que aproximou mais executivas que sentiam a necessidade de adquirir esse conhecimento e aproveitar o networking. 

Junto com os demais membros da diretoria feminina da associação – Lilian Guimarães, Luciana Carvas e Edna Bedani –, o projeto cresceu e foi batizado de Liderança Feminina. Ano passado, foram promovidos três encontros em São Paulo – com overbooking em dois deles –, um em Ribeirão Preto e outro em Campinas. “O próximo evento será na primeira semana de abril, em parceria com a Fundação Getulio Vargas”, conta Goldoni.

“Tantos papéis, tantas facetas me vêm à mente ao buscar palavras que traduzam a homenagem que eu gostaria de prestar a todas nós em um mês tão emblemático…”, comentaLuciana Carvas. O sentimento de “vim, vi e venci” é dividido com Lilian Guimarães: “O mundo mudou e as mulheres também! As jovens têm dado muita importância para família e já não precisam ser como as mulheres da minha geração, que, para terem sucesso profissional, se comportavam como homens, muitas vezes, esfacelando sua vida pessoal”.

Para se ter uma ideia de quão forte é esse sentimento, não só na área corporativa, lembramos da jornalista Ana Paula Padrão que pediu demissão de um dos cargos mais disputados e almejados da TV e não faltou quem a chamasse de louca. Em uma entrevista concedida a Paulo Lima, fundador da Trip Editora, ela desabafou: “Ninguém se diverte com um lado só da vida! Eu me sentia incompleta e era difícil de explicar isso para a emissora… Às vésperas dos 40 anos, eu só tinha vivido uma coisa na vida”.

Se você já se questionou se adianta chegar ao topo da carreira quando tudo que depende de você está fragilizado, deteriorado e as relações estão muito difíceis, é hora de trocar experiências: “Eu procuro equilibrar todos esses pratinhos do dia a dia, com alegria, leveza e motivação. Não adianta falar ‘ai, que peso, coitada de mim, tenho de chegar em casa e fazer isso e aquilo’…”, alerta Goldoni.

A xará Edna Bedani finaliza: “Queremos provocar reflexões sobre os espaços possíveis de ocupação feminina na geração dos resultados tão esperados para os negócios e a sociedade!”

Vem você também: liderancafeminina@abrhsp.org.br

 

Fonte: “Folha de Alphaville – 06 de março de 2015”

{module compartilhar}

 

Comentários

    Deixe uma Resposta

    QUER OBTER CONTEÚDO DE QUALIDADE COM INFORMAÇÃO ATUAL?