Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in posts
Search in pages

OPINIÃO: EMOÇÃO É CULTURA

Por Vânia Castanheira

O ano, finalmente, começou! Todo mundo fala de renovar energias e o tema cultura ganha espaço nas organizações. Cultura?! Mas afinal o que é isso, mesmo? É aquele conjunto de valores e regras de comportamento que os líderes determinaram, lá atrás, como importante para alcançar resultados e manter uma identidade única e de que já ninguém se lembra. Mas, olhando de fora, num cenário econômico dinâmico, a cultura não pode ser sempre igual. O que sua empresa ajustou de 2014 para 2015?

Em geral, RH e Comunicação esforçam-se em produzir peças para que essa cultura seja seguida minuciosamente. Então, se tudo está tão claro, por que é tão difícil fazer com que funcione? Porque toda cultura organizacional é uma cultura social, o que pressupõe que os indivíduos interajam, interpretem, refaçam conexões a partir de vivências diferentes da mesma regra. Ou seja, pressupõe que a comunidade tome para si, mas coloque em movimento, dentro da organização.

Congelar as formas de agir pode impedir, por exemplo, inovações que colaborem com melhorias e resultados.

Falo do coeficiente emocional da cultura – que, raramente, é levado em conta quando se estabelece o planejamento – e que tem impacto direto nos comportamentos e atitudes dos profissionais. Apenas informar aos funcionários, pode impactar nos índices de motivação. Não contextualizar, individualmente, pode gerar interpretações erradas e desconforto. Se, ao contrário, incentivarmos a colaboração entre colegas e equipes, a troca espontânea de conhecimento, com respeito às diferenças e opiniões, colhendo inputs e alinhando comportamentos, sem apagar nem incentivar demais as individualidades, podemos conquistar outro conceito que nos escapa entre os dedos: o Bem-Estar.

Você líder, você funcionário, não espere grandes tragédias para mostrar que é capaz de entender melhor o que um colega ou outro está vivendo. Traduza para sua cultura agora: pequenos gestos de carinho, simpatia e solidariedade podem fazer seu ambiente de trabalho um lugar melhor, onde vale a pena estar inserido.

Vânia Castanheira é formada em Comunicação, treinada pela Pro-Fit e associada a ICF (International Coach Federation). Além de escrever o Blog MinhaVidaComigo.com.br, ela dá palestras sobre Bem Estar, Motivação e Cultura Emocional.

 

Fonte: Folha de Alphaville – 16 de janeiro de 2015

{module compartilhar}

Comentários

    Deixe uma Resposta

    QUER OBTER CONTEÚDO DE QUALIDADE COM INFORMAÇÃO ATUAL?